terça-feira, Maio 22

Você é multitarefa?

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Essa frase é bem antiga, talvez seja baseada nos estereótipos da mulher moderna que cuida da casa, dos filhos e do trabalho; e do homem que só tem olhos para o trabalho. Mas não pesquisei a origem, já que importa mais o destino. E nesse caso, o destino é bem diferente!

Lamento dizer, mas, não! Realmente o homem não sabe fazer, com qualidade, mais de uma coisa ao mesmo tempo! Mas entenda “homem” como ser humano, ou seja, nem o homem, nem a mulher. Nenhum dos dois sabe! Pelo menos no que diz respeito à 97.5% da população mundial.

Você ou alguém que você conhece deve ter, literalmente, o prazer de dizer que é multitarefa ou um supertasker (termo utilizado pelos pesquisadores do assunto). Mas estudos conduzidos na universidade de Utah demonstram que apenas 2.5% da população é realmente de supertaskers. O restante, lamentavelmente, é enganado pelo próprio cérebro e acaba perdendo, seriamente, com isso!

Quando você alterna entre tarefas, libera dopamina (também conhecido como hormônio da felicidade, liberado quando você come chocolate, faz exercícios, comemora vitórias, etc). Então você tem a sensação de estar sendo um super-humano, mais inteligente que a média.

Porém, os estudos demonstram não somente que isso é uma ilusão, como também os impactos negativos no hábito de fazer várias coisas ao mesmo tempo:

  • Perda de até 40% da produtividade.

  • Perda de até 10 pontos no Q.I.

  • Aumento de erros em até 50%.

  • Redução da autoestima em função do aumento de erros.

  • Redução na qualidade do trabalho desempenhado.

  • Aumento do tempo de finalização em até 50%.

  • Aumento do estresse e fatiga, justamente, pelo esforço exigido na alternância entre as tarefas.

Em outro estudo, Gloria Mark, professora da Universidade da Califórnia, descobriu que um profissional típico leva, em média, 25 minutos para retornar à tarefa original depois de uma interrupção. Pense nisso: se você alternar tarefas 5 vezes por dia, pode perder mais de 2h. Ou seja, poderia ter feito a mesma coisa, com mais qualidade, menos erro e terminado 2h mais cedo. Chega a doer o coração, não é?

Bem, caso os fatos já tenham convencido você (ou assustado), como mudar isso? Que tal começar com dois passos simples e de grande impacto no seu supertaskerinterior?

1 – Pela manhã, antes de conferir e-mails, WhatsApp, ou qualquer outra coisa; defina suas tarefas, agrupando por tarefas similares, com prioridades e horários de execução. Escreva e mantenha essas notas em mãos para segui-las durante o dia.

2 – Programe intervalos para descansar e se distrair, controladamente!

Seja o dono da sua agenda, tanto na definição do que será feito durante o seu dia, quanto no descanso da sua mente. Não deixe que a distração te engane, mas faça uso dela de forma controlada, para que sua mente possa ter a recompensa (dopamina) que gosta e o descanso que necessita.

E, me permita, uma terceira sugestão que vai além do seu trabalho:

Já percebeu como as pessoas estão viciadas em tecnologia de tal forma que, mexem no celular até mesmo enquanto estão conversando com amigos e família. Comece a mudar essa triste realidade em você! Mesmo fora do trabalho, programe horários para se desconectar do celular, tablet, computador… e se divertir com quem você ama. Sem depender de nada que possa roubar a atenção que você se propôs a dar para sua família e amigos. Deixe esses gadgets longe durante as refeições e na hora de dormir. Sua saúde agradece, assim como todos que sentarem com você à mesa.

Você vai experimentar a sensação da dopamina em algo real, a incrível experiência de ter tempo com quem você ama!

Isso é qualidade de vida.

Compartilhar.

Sobre o Autor

Leandro Passos

Atua como Coach de Carreira e Alta Performance, ajudando pessoas sobrecarregadas e sem tempo a realizarem seus mais importantes projetos profissionais e pessoais, tendo ainda mais tempo para quem amam.

Deixe Seu Comentário