segunda-feira, junho 18

Uma mulher agricultora de sucesso, jovem e competente: Lilian Hortense!

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

O blog MAS (Mulheres Agricultoras de Sucesso) ouviu mais uma mulher competente do agronegócio. Confira o emocionante depoimento de Lilian Hortense.

“Fruto de um casal de cafeicultores do Estado do Paraná, que em meados de 1986, por circunstâncias da impossibilidade de continuar com a cafeicultura no Estado por causa do clima, foram obrigados a procurar outros horizontes, vindo a parar em Minas Gerais, mais exatamente em Patrocínio, onde Marley e Antonio Hortense iniciaram uma nova historia. Na bagagem trouxeram apenas esperança, coragem, determinação e meu irmão Emerson, ainda muito pequeno.

Primeiramente a família arrendou uma lavoura de café para começar a vida em Minas Gerais e no ano de 1988 eu nasci. Após alguns anos de trabalho, conseguimos comprar uma pequena área de café e assim com muita fé em Deus as aquisições foram aumentando.

A minha paixão pelo café, vem de muito pequena. Considero que “nasci em baixo da saia do pé de café”. Sempre acompanhei meus pais nos cuidados com a lavoura e sempre admirei o brilho nos olhos que eles tinham e continuam tendo por esta profissão.

Como meus pais sempre presaram os estudos, por algum tempo, me “afastei” da propriedade para estudar. Hoje sou graduada em Administração, pós graduada em Gestão Empresarial e para aprimorar os conhecimentos fiz o curso de Técnico em Segurança do Trabalho.

Há cinco anos, a família decidiu novamente se juntar para tomar conta da propriedade. Hoje meus pais, meu irmão e eu, cada um com sua função, porém, todos muito unidos, tomamos conta do nosso patrimônio. Claro que ainda não sei tudo que preciso, mas tenho o privilegio de iniciar uma sucessão familiar podendo contar com o apoio e os ensinamentos dos meus pais.

Com a minha entrega para a cafeicultura, comecei a participar da APPCER – Associação dos Pequenos Produtores do Cerrado – que é uma Associação de produtores familiares certificados Fair Trade (comercio justo), onde faço parte da diretoria. Em função deste envolvimento, percebi que o reconhecimento das mulheres envolvidas nos negócios, principalmente com a cafeicultura é pouco praticada, necessitando um trabalho intenso para proporcionar uma maior visibilidade da importância das mulheres, sejam elas filhas e/ou esposas dos produtores em todas as etapas relacionadas ao café. Com isso, fui convidada a fazer parte dos trabalhos da IWCA – Aliança Internacional das Mulheres do Café – onde temos o intuito de dar visibilidade às mulheres em toda a cadeia do negocio café.

Hoje, posso dizer que sou uma mulher realizada. Tenho uma família linda, que está sempre ao meu lado, trabalho com o que gosto e tenho de presente todos os dias, a possibilidade de encontrar em uma xícara de café a força e a esperança de continuar buscando meus ideais e de continuar a historia da família Hortense.”

Compartilhar.

Sobre o Autor

Vanessa Sabioni

Graduada em Egenharia Agrônoma e Mestre em Fitopatologia pela Universidade Federal de Viçosa – MG. Atualmente cursa o MBA em Marketing ministrado pela Esalq-USP. CEO e Fundadora da Rede Digital AgroMulher.

Deixe Seu Comentário