Startups são as grandes responsáveis por levar novas tecnologias à Agrishow

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Agtechs investem em softwares de gestão, agricultura de precisão e comercialização para melhorar o desempenho dos produtores rurais

Em tempos de agricultura 4.0, as agtechs estão despontando na maior feira do agronegócio da América Latina. Na Agrishow 2019, as startups do agro são as grandes responsáveis pelos lançamentos de novas tecnologias para os produtores rurais.

As soluções englobam softwares de gestão de fazendas, plataformas de agricultura de precisão embarcadas em maquinários e sites ou programas que facilitam a comercialização de insumos e peças. Os drones, inteligência artificial e blockchain também serão constantes durante os cinco dias de feira.

As startups estão espalhadas por todo o recinto, na Arena de Inovação estarão sete delas. Já no estande da Coplacana (Cooperativa dos Plantadores de Cana do Estado de São Paulo), no espaço Avance, haverá cinco startups que estão se destacando em soluções tecnológicas para o agronegócio. Entre elas está a Pangea Parts, primeiro marketplace do Brasil para comercialização de peças para equipamentos agrícolas. 

No primeiro ano de atuação do shopping online, a empresa espera negociar R$ 7 milhões em peças agrícolas de seus parceiros, para mais de 5.000 usuários. O site visa facilitar a conexão e promover uma negociação vantajosa para os dois lados interessados, com a conveniência de se encontrar peças multimarcas em um mesmo local. “Com esse novo conceito, todos ganham. O vendedor, com aumento dos negócios e maior giro de seu estoque; e o produtor rural, com mais opções para escolher, baseando sua compra na melhor oferta e sem custo para utilizar o e-commerce”, explica o CEO da Pangea Parts, André Faro.

No estande do Sebrae SP, serão apresentadas as inovações criadas por 15 startups voltadas para o agronegócio. O espaço também terá a demonstração de uma fazenda inteligente para mostrar como o produtor pode aplicar novas tecnologias para melhorar a tomada de decisões e produtividade no campo.

Algumas agtechs estarão participando com empresas parceiras, como é o caso da InCeres. Durante a feira, a startup vai lançar oFarm Solutions juntamente com a AGCO. A plataforma agrega um pacote de soluções agronômicas tecnológicas, embarcadas nas máquinas e equipamentos da Valtra e Massey Fergunson. Toda a gestão das informações nutricionais do solo, desenvolvimento da lavoura, estratégias agronômicas, recomendações e colheita estarão interligadas com as máquinas para garantir uma maior eficiência ao produtor rural.

Também de olho na melhoria da gestão das fazendas, o MyFarm, software criado pela startup de mesmo nome, promete apoiar o produtor de grãos, gerando informações relevantes para decisões mais assertivas, e assim proporcionar o aumento de sua rentabilidade. Desenvolvido para inovar por ser mais prático e intuitivo que os concorrentes, o softwarepode ser facilmente utilizado pelo agricultor.

Outro diferencial é que ele atende os processos de gestão do negócio de forma completa, desde o planejamento de safra até o livro caixa digital, resolvendo uma série de desafios. “Entre as funcionalidades oferecidas pelo software estão: planejamento e acompanhamento de atividades agrícolas; gestão financeira, de máquinas e estoque, fluxo de caixa, livro caixa do produtor, emissão de nota fiscal eletrônica, comercialização de grãos e resultados de safras”, explica Leandro Xavier, CEO da MyFarm.

A startup foi criada pela empresa de softwares para o agronegócio Siagri, que em breve vai inaugurar um hub de inovação em Goiânia (GO). Na feira, a Siagri estará com o Circuito Agro Gestão, uma carreta com quatro softwares para produtores rurais, entre eles o MyFarm.

Você também pode gostar de:

Grandes lançamentos para o agronegócio acontecerão na AGRISHOW 2019

Compartilhar.

Sobre o Autor

Flávia Romanelli

Jornalista com mais de 20 anos de experiência. Atualmente é consultora de comunicação da Ello Agronegócios, empresa de gestão e pesquisas do Agro.

Deixe Seu Comentário