sexta-feira, outubro 19

Quer um novo emprego?

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Vou reforçar algo que já falei anteriormente. Estamos em tempo de crise e tem muita gente em busca de uma oportunidade, isso é fato! Fato que está dando trabalho para quem procura por uma vaga e para quem procura por alguém para ocupar uma vaga. E boa parte deste trabalho se deve ao fato das pessoas atirarem para todo lado, quero dizer, mandam currículo para todo lado, como se distribui encarte de mercado no semáforo (ou farol para meus amigos paulistas).

Eu tenho mais de duas décadas de carreira. Neste tempo percebi que, com ou sem crise, sempre há competição. Também como Coach ajudo muitos clientes em transição de carreira, busca de uma posição melhor, promoções e outros objetivos que dependem de fazer mais, de ir além do que a maioria vai. Então quero compartilhar algumas dicas que podem fazer você ser “o cara” ou “a cara”.

Você verá que parte dessas dicas pressupõe que você já tem um perfil no LinkedIn, se não tiver, eu te sugiro providenciar. Pesquise como montar um bom perfil, assistas vídeos do assunto e crie o seu.

Vamos lá:

1 – Quem se destaca tem mais chance. Analise cada oportunidade individualmente, com carinho, como se fosse a sua oportunidade, porque pode ser mesmo! Por isso mesmo, faça seu dever de casa:

2 – Pesquise sobre a empresa, saiba sua história, missão, entre no site, descubra o que puder e se interesse por ela de verdade. No caso de uma entrevista, demonstrar que você tem interesse real – interesse real só se desenvolve procurando verdadeiramente saber sobre a empresa – você tem mais chance de ser a pessoa que vai “vestir a camisa” aos olhos do seu entrevistador. Mas nada de teatro, seja íntegro e verdadeiro.

3 – Procure saber mais sobre o perfil da vaga. Seu currículo possui várias experiências, estudando o perfil anunciado você poderá ressaltar as experiências que mais se aproximam dos interesses da empresa. Mas não confunda, não estou falando de mentir no currículo, minha dica é dar ênfase aos conhecimentos que você realmente possui.

4 – Faça uma busca no LinkedIn dos empregados da empresa. Você pode ter a grata surpresa de descobrir um funcionário dela que já está na sua rede e fazer um contato, comentando que está tentando uma posição e acabar tendo uma ajuda inesperada através de uma indicação.

5 – Prepare-se para cada entrevista, ensaie nesta mesma visão direcionada para cada oportunidade. O que você pode falar sobre você mesmo que provocará interesse baseado na necessidade da empresa e da oportunidade que estão oferecendo?

6 – Autoconhecimento conta muito! Não deixe perguntas como “seu maior defeito” ou “sua maior qualidade” sem uma resposta pensada. Se você precisa do emprego e não se organiza para a entrevista, você pode estar passando a mensagem de que também não irá se organizar para suas tarefas diárias dentro da empresa quando conseguir o emprego.

7 – Use o LinkedIn, ele é uma rede social profissional! Valorize artigos de sua área, demonstre interesse enquanto aprofunda seu conhecimento. Participe de grupos, dê likes, comente e compartilhe. Fale do que gostou e ignore o que não gostou (jamais fale mal). Sempre com foco profissional e direcionado! Muitos headhunters verificam sua atividade no LinkedIn como parte de uma avaliação inicial. E lembre-se que o LinkedIn exibe somente suas atividades recentes, portanto, faça isso constantemente.

Outra grande vantagem nesse comportamento é que, seus contatos (suas conexões no LinkedIn) serão notificados sempre que você fizer uma dessas ações, então, seja visto!

Quem não é visto, não é lembrado!

Assim você aumenta exponencialmente a chance de ser lembrando, justamente, quando surge uma oportunidade na empresa de algum de seus contatos.

8 – Abra o leque de opções! Pense em outras opções, pense em coisas que você gostaria de fazer. Essa dica é tão importante que eu escrevi um artigo com uma forma bem elaborada de descobrir outras áreas para você trabalhar. Você pode conferir o artigo aqui: “3 Dicas para definir uma nova carreira”

Não é fácil! Dá trabalho! Mas você não quer se destacar? Essas são algumas das “diferenças” que podem fazer você além de mais um na multidão! Claro que depende também do seu conhecimento, mas de que adianta o conhecimento se não for demonstrado além do que está escrito no currículo?

Gostou? Fez sentido para você? Então vamos espalhar o bem! Compartilhe e marque alguém que vai se beneficiar com estas dicas.

Te desejo sucesso!

Compartilhar.

Sobre o Autor

Leandro Passos

Atua como Coach de Carreira e Alta Performance, ajudando pessoas sobrecarregadas e sem tempo a realizarem seus mais importantes projetos profissionais e pessoais, tendo ainda mais tempo para quem amam.

Deixe Seu Comentário