quarta-feira, Fevereiro 20

O marketing digital e o agronegócio

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Uma das perguntas que me fazem com frequência é: como estruturar uma estratégia marketing digital eficaz para uma empresa de agronegócio? A resposta, de uma forma geral, está centrada em cinco passos, contemplando visibilidade, impacto, conversão, engajamento e vendas. A seguir, detalho cada um deles:

1) Ampliar a visibilidade

O trabalho de marketing digital inicia-se com a definição de conceitos e técnicas, estruturação do planejamento e escolha das melhores ferramentas. Nesta etapa, o principal objetivo é ampliar a visibilidade da empresa de agronegócio, destacando tendências e inovações do segmento em que ela atua (nutrição vegetal, nutrição animal, saúde animal etc.) e ajudando o agropecuarista a aumentar a produtividade, entre outras opções.

Invista, por exemplo, na divulgação de conteúdo qualificado via redes sociais (Facebook, Twitter e, sim, LinkedIn) e site. Esqueça neste momento a venda propriamente dita. Se todas as etapas do marketing digital forem bem conduzidas, ela ocorrerá mais adiante, de uma forma natural.

2) Impactar interessados

Depois de ampliar a visibilidade da empresa de agronegócio, o próximo passo é impactar o agropecuarista com conteúdo específico. Aposte, por exemplo, em newsletters e blogs. Aborde técnicas, apresente histórias de agropecuaristas com resultados relevantes e reforce os benefícios de determinada solução com o “antes” e “depois”.

Dica: um agropecuarista do Mato Grosso tem, na maior parte das vezes, necessidades diferentes de um agropecuarista de Minas Gerais. Por isso, fuja, nesta segunda etapa, da generalização das informações.

Foque em seu nicho de mercado e conquiste melhores resultados. Leia mais sobre isto neste artigo.

3) Converter oportunidades

Esta fase requer uma grande atenção. Se for conduzida de forma precipitada ou sem a técnica correta, prejudicará todo o processo. Reúna conteúdo qualificado, por exemplo, em e-books gratuitos e landing pages.

Propicie ao agropecuarista uma verdadeira imersão e um rico aprendizado. Inspire-se na rotina do produtor rural e, nestes materiais, responda: como de fato você pode contribuir para o agropecuarista ser ainda mais assertivo na tomada de decisão?

Falamos mais sobre isso aqui.

4) Engajar futuros clientes

Nesta quarta etapa, é o momento de oferecer conteúdo exclusivo ao agropecuarista. Webinário com horário marcado, tour virtual pela fábrica e conversa com o departamento de pesquisa são opções muito interessantes.

Aproveite para solicitar uma avaliação da experiência. Qual nota o agropecuarista dá para o webinário? O tour foi interessante? A conversa foi esclarecedora?

5) Vender soluções

Esta é a etapa final. Se o agropecuarista participou das quatro fases anteriores, é porque há uma grande chance de ele querer as soluções da empresa de agronegócio. Elabore uma proposta com base em todas as informações e percepções que você já captou e, realmente, surpreenda o seu futuro cliente.

Quer saber mais? Assista ao webinário “Descubra a Importância do Marketing Digital para o Agronegócio”. Clique aqui para assistir.

Compartilhar.

Sobre o Autor

Rodrigo Capella

Rodrigo Capella é Diretor Geral da Ação Estratégica, empresa de comunicação e marketing com ampla experiência no segmento de agronegócio. Jornalista e pós-graduado em Jornalismo Institucional, Capella é autor de diversos livros e artigos sobre comunicação e marketing. Já ministrou palestras, cursos e treinamentos sobre comunicação digital no Banco do Brasil, Novartis, Coelba, Produquímica e HJ Baker, entre outras empresas. Foi professor de comunicação digital da pós-graduação da PUC-PR, da UNA-BH e da Universidade Anhembi Morumbi-SP.

Deixe Seu Comentário