Idealismo em prol da segurança alimentar

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Os recentes anos da MSD Saúde Animal (São Paulo/SP) foram marcados por intensos processos de aquisições e fusões. E o resultado não poderia ser melhor. Coroada em 2014 como a melhor empresa farmacêutica para se trabalhar pela a revista Você S/A, da Editora Abril (São Paulo/SP), é evidente a identificação do colaborador com os ideais MSD. “Aqui as pessoas trabalham com paixão e possuem um vínculo com a missão, visão e valores da companhia. Este engajamento é algo que se nota”, destaca a gestora da área de Comunicação, Inteligência de Mercado e Estratégia da empresa, Luciana Sender Scatena.

Há três anos no posto, o setor liderado pela profissional é peça estratégica e fundamental na consolidação da marca institucional. Segundo ela, primeiramente, para encantar o cliente é preciso encantar o colaborador. “Trabalhamos com diversos mecanismos e veículos de comunicação interna, visando incentivar o engajamento da equipe. Quem está a campo representa a empresa perante o cliente, então, entendemos que o colaborador deve estar motivado e focado e que um ambiente de trabalho feliz é um pilar importante para atingirmos os resultados da empresa”.

Assim, além de deixar clara a estratégia e os conceitos da empresa em todos os níveis organizacionais, e para o público externo também, é primordial pensar na comunicação com os stakeholders. “Trabalhamos com o intuito de que cada um deles entenda e perceba quem somos nós. Quando se pensa em estratégia, futuro e quais novidades se pode trazer ao mercado, é essencial que esta solução esteja alinhada com a identidade da empresa”.

Ou seja, o escopo de trabalho da executiva vai muito além da comunicação interna e externa. “Uma das minhas atividades é discutir o futuro e pensar nas tendências, isto é, buscar por oportunidades e inovação”. Para isso, uma série de fatores precisa ser analisada nas tomadas de decisões, desde índices macroeconômicos a contexto político, passando pelas variações das commodities. “Distribuição de renda, crescimento e envelhecimento da população, entre outros. Tudo isso é levado em conta na construção do nosso plano estratégico”, complementa.

E, sendo a MSD Saúde Animal uma empresa detentora de um amplo portfólio de produtos e soluções voltadas às mais diversas cadeias produtivas de proteína animal e animais de companhia, a profissional pontua como fundamental para a função exercida a experiência adquirida ao longo dos anos. “Comecei na avicultura, na sequência tive um intenso contato com pecuária e pet, logo depois trabalhei com suínos”. Tal amplitude de conhecimento facilita o estabelecimento de diálogo com as diferentes unidades dentro da empresa, especialmente em se tratando de novos negócios e inteligência de mercado, afirma.

Variedade de conhecimentos. Formada em Medicina Veterinária pela Universidade de São Paulo (USP, São Paulo/SP), Luciana Scatena buscou complementar a formação técnica com conceitos de marketing e finanças. A especialização em Administração, cursada na Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas (Eaesp-FGV, São Paulo/SP), possibilitou a realização de um módulo do curso na Escola de Negócios de Copenhagen, na Dinamarca, período este em que teve contato com disciplinas e conteúdos ainda incipientes no Brasil a época. “Estudei fusões e aquisições, e também comunicação estratégica voltada para a marca, algo presente no meu dia a dia”.

De volta ao Brasil, um mestrado em Ciência Ambiental, pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência Ambiental (Procam/USP, São Paulo/SP), complementou o currículo da profissional. “Abordei o tema sustentabilidade em meu estudo, focando na responsabilidade social corporativa dentro do setor farmacêutico como um todo”, cita.

Em relação ao mercado de trabalho, a primeira função exercida foi como vendedora de vacinas aviárias em uma distribuidora, experiência “rica e fundamental”, pontua: “Passei a entender a realidade do vendedor que está no campo. Conhecimento vital para quem quer ingressar na indústria e trabalhar na área do marketing. Sem dúvida uma experiência capital”.

Na sequência, na Eurofarma (São Paulo/SP), aonde atuou por sete anos, a profissional desenvolveu diversas funções. “Entrei para a área do marketing, depois passei para a gerência de produtos e, por fim, trabalhei na área de novos negócios”. E, na Pfizer (hoje Zoetis, São Paulo/SP), assumiu a gerência de produtos da suinocultura. “A minha trajetória e experiência profissional me deram toda a sustentação e ajuda necessária para desenvolver a minha função atualmente”.

Os desafios pela frente. Em um ano marcado pelas incertezas, o setor liderado pela profissional é mais importante do que nunca para a MSD Saúde Animal. Além do fortalecimento da marca institucional, a atuação no firmamento de parcerias estratégicas com os clientes é de suma relevância neste momento. “Estamos juntos com nossos parceiros, na busca pela melhor solução para cada situação, trabalhando no sentido de mostrar qual é o retorno que os nossos programas e soluções podem oferecer”. Deste modo, a situação conjuntural do País apresenta uma possibilidade para a empresa se diferenciar, ou seja, como ela mesma explica: “Com esta incessante busca para entender a situação pelo qual cada cliente está passando e assim oferecer a melhor alternativa, esta é a hora de mostrar o nível e a capacitação da nossa equipe”.

E são desafios como este que movem a profissional. Idealista, na juventude viu na medicina veterinária uma oportunidade para contribuir com a redução da fome no mundo. Seu intuito inicial era a engenharia genética, porém, mesmo seguindo o caminho da medicina veterinária, o ideal continua o mesmo, e mais forte do que nunca nos dias de hoje. “Me considero uma pessoa privilegiada, pois tenho a minha crença se tornando realidade, o que me move é algo que consigo praticar no meu dia a dia”. E é com este pensamento que ela deixa a sua mensagem: “Isto é algo que devemos perseguir, o trabalho não deve ser algo mecânico. É preciso identificação e paixão pelo que se faz. Assim, o trabalho se torna prazeroso e os resultados virão com mais facilidade”.

“O foco de trabalho é na valorização da marca institucional MSD, o que somente agrega à reputação da empresa”, Luciana Scatena, líder da área de Comunicação, Inteligência de Mercado e Estratégia da MSD.

Texto originalmente publicado na edição de abril de 2015 (ed. 96) da Revista feed&food, Editora Mulheres de Destaque

Compartilhar.

Sobre o Autor

Vanessa Sabioni

Graduada em Egenharia Agrônoma e Mestre em Fitopatologia pela Universidade Federal de Viçosa – MG. Atualmente cursa o MBA em Marketing ministrado pela Esalq-USP. CEO e Fundadora da Rede Digital AgroMulher.

1 comentário

  1. Pingback: 23 e 24 de julho acontece o Fórum Global do Agronegócio | AgroMulher

Deixe Seu Comentário