Disciplina de Forragem e Nutrição Animal realiza Visita Técnica

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Percebendo a necessidade da prática além da teoria para a formação do Agrônomo, levar as informações da pesquisa agropecuária é de grande importância como também o estreitamento do conhecimento pesquisado na região com a prática da extensão rural para os futuros egressos. Também é um diferencial para o aluno que quer se inserir no mercado de trabalho conhecer o ambiente regional, ter experiências anteriores que o ajudarão a realizar suas atividades, portanto, o segundo objetivo dessa visita técnica foi oferecer aos graduandos uma oportunidade de se preparar e conhecer os novos métodos de produção das forragens além de estar em contato com profissionais das áreas agrárias para uma possibilidade de ter um currículo diferenciado.

Mais de 20 plantas forrageiras serão testadas nas UTRs, entre gramíneas perenes e anuais, variedades de cactáceas e variedades de plantas lenhosas. As forragens são avaliadas quanto ao seu estabelecimento e produção, de forma solteira e consorciada. O projeto recebeu a instalação de estações metereológicas nas URTs para coletar dados climáticos de cada região. Essas informações vão estar acessíveis ao produtor e aos interessados pela pesquisa desenvolvida localmente e regionalmente.

A segunda parte da visita foi a uma propriedade rural em transição agroecológica para a produção sustentável. A Estância Nova Cabrália tem 1 ha de área experimental em agrofloresta e para produção animal alternativa, sendo uma das pioneiras no município de Carlos Chagas em se tratando de Sustentabilidade, no sentido amplo da palavra, inserida no Vale do Mucuri.

Com uma área de fomento florestal realizada pelo IEF regional Nordeste, a mesma vai desenhando uma nova perspectiva de produção e desconstrução do modelo atual para a agropecuária. A Nova Cabrália desvenda a agroecologia para uma nova proposta de produção no meio rural, conciliando o novo com o velho para que toda energia despendida no sistema possa ser aproveitada trazendo saúde e bem estar à todos os envolvidos…

Compartilhar.

Sobre o Autor

Marianna Villaça Batista

Engenheira Agrônoma formada pela Universidade Federal de Viçosa – UFV, possui MBA Executivo em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas – FGV. Seu portfólio atualmente é na área de sustentabilidade para o meio rural, atuando como agente de assistência técnica e gerencial do Projeto Rural Sustentável, uma parceria de cooperação técnica que tem como o executor e gestor financeiro o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Possui uma experiência agrícola consolidada na área operacional/administrativa, presta consultoria e ministra cursos e palestras para o empresariamento do profissional do campo. É Professora Universitária do Curso de Agronomia da Faculdade Presidente Antônio Carlos de Teófilo Otoni/MG – UNIPAC TO.

Deixe Seu Comentário