terça-feira, Maio 22

Boas Práticas Agrícolas: Formação de Conceito

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

As práticas de conservação do solo, o manejo adequado dos fertilizantes e da irrigação, os cuidados para evitar a criação de resistência de pragas e patógenos aos métodos de controle, são alguns princípios importantes para a produção agrícola. Mas quando falamos em Boas Práticas Agrícolas (BPAs) os itens acima citados representam apenas os requisitos agronômicos, uma pequena parte diante de um universo de requisitos bem mais amplo.

As BPAs envolvem o atendimento a legislações (de guarda e manejo de defensivos, segurança no trabalho, legislações ambientais, entre outras); cuidados com os trabalhadores do campo, sejam eles funcionários ou meeiros; cuidados com a manipulação dos alimentos; rastreabilidade; gestão dos resíduos; e muitos outros conceitos que devem ser seguidos para produção de um alimento seguro e de qualidade e para promover a sustentabilidade da empresa.

As Boas Práticas Agrícolas são vistas no mercado global como referência para a produção agrícola. O Global GAP, uma certificação que determina a aplicação das BPAs (GAP = Good Agricultural Practices), é exigida para exportar alimentos para países da Europa e para os Estados Unidos e é vista por outros países como parâmetro de qualidade.

A implantação dos conceitos das BPAs torna a empresa menos susceptível a multas (do Ministério do Trabalho; Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento; e Anvisa), promove a segurança dos alimentos, contribui com a melhoria do ambiente de trabalho e com a satisfaçã24o dos colaboradores, permite ao produtor ter acesso a mercados mais exigentes e ainda tem uma grande contribuição com a gestão do negócio. Ainda é possível o desenvolvimento de uma marca que venda um conceito e não somente produtos.

Entendendo como riquíssimo e muito amplo o conteúdo Boas Práticas Agrícolas, teremos nesta categoria do nosso Portal AgroMulher um espaço para discutir seus conceitos, a aplicabilidade em diferentes realidades, cases de sucesso e indicações de como atender a todos os requisitos legais e de clientes sem sofrer com a implantação dos procedimentos.

Compartilhar.

Sobre o Autor

Mírian Xavier

Engenheira Agrônoma formada na Universidade Federal de Viçosa e pós graduada em Gestão da Segurança dos Alimentos.

Deixe Seu Comentário