Avaliando 2019 e planejando 2020 para alcançar aquilo que você deseja

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

2019 está quase terminando…É tempo de refletir sobre as escolhas que fizemos e resultados que colhemos para entrarmos em 2020 com o pé direito

Convido vocês a fazerem essa reflexão junto comigo. Sugiro que você separe 1 horinha do corre corre, do seu dia a dia, para fazer essa reflexão. Você pode escolher um local confortável, livre de interrupções, talvez colocar uma música que você goste, o importante é você preparar o ambiente para aproveitar ao máximo esse momento de você com você mesma. Em seguida, separe papel e caneta e curta esse momento, expresse tudo que tiver que expressar sobre as questões que estão colocadas, todos os pensamentos e sentimentos que surgirem. Vamos?

COMEMORE SUAS CONQUISTAS DE 2019

Imagino que você se dedicou e realizou muitas coisas boas em 2019, quais foram as suas principais CONQUISTAS neste ano? Tudo aquilo pelo qual você é grata e sente seu coração pular de alegria por ter alcançado? Um novo trabalho, um relacionamento amoroso, casamento, filhos, uma pós-graduação, uma nova descoberta sobre você, algum prêmio ou reconhecimento que ganhou pelo seu empenho, entre outras.

Depois de ter listado todas as suas conquistas, eu te pergunto, você as comemorou? Se não, não tem problema, você pode fazer isso AGORA, que tal se olhar no espelho e se PARABENIZAR por cada uma destas conquistas? Você merece isso e muito mais! A partir de hoje, cada objetivo seu que você alcançar, COMEMORE. Como sugestão você pode se dar um presente como recompensa: jantar num restaurante que você gosta, um noite com amigas(os), assistir um bom filme, uma viagem com a família, ou qualquer outra que seja prazerosa para você. Seja grata(o) pelas suas conquistas, quanto mais nós agradecemos, mais coisas boas nós colhemos!

SOBRE OS OBJETIVOS NÃO ALCANÇADOS, NÃO SE CULPE NEM PROCURE CULPADOS

Quais objetivos não foram alcançados? Aquilo que você prometeu no final de 2018 que ia fazer e não se concretizou? Escreva-os no papel. Olhe para cada um destes objetivos e reflita:

Há algum que ainda dá para realizar até o dia 31 de dezembro? Talvez, um almoço com uma amiga(o) que ficou em a ver, uma conversa franca com algum familiar que você sabe que precisa ter (por mais desconfortável que seja), um livro que você prometeu que ia ler, uma viagem de um final de semana para descansar. Sinta qual deles mais te atrai nesse momento, ESCOLHA UM E REALIZE-O! Observando os objetivos não alcançados, reflita: o que te impediu de alcançar esses objetivos? Responda essa pergunta antes de continuar lendo este artigo.

Agora, analise suas respostas. Imagino que possa ter surgido “Trabalho 10 horas por dia, o dia todo “apagando incêndios”, quando chego em casa tudo que eu quero é cair na cama, não tenho ânimo para ler/estudar ou fazer atividade física”. Convido você a refletir: será mesmo que a falta de tempo é o motivo pelo qual você não estudou ou não fez a atividade física? Você não poderia, por exemplo, organizar o seu despertador 30 minutos mais cedo para ler/estudar algum conteúdo que você sabe que é necessário e pode te ajudar a alavancar sua carreira? Aproveitar os momentos que você está em trânsito para o trabalho para ouvir podcasts ou áudio livros e aumentar seu conhecimento? Poderia, não é mesmo? Digo isso, porque já me comportei assim também por um bom tempo, reclamando, arrumando desculpas e procurando culpados pelos objetivos que eu não tinha alcançado.

Quando comecei a buscar e trabalhar no meu autoconhecimento, percebi que, na verdade, era eu mesma a responsável pelos meus resultados, tanto os positivos quanto os negativos, que tudo era fruto das minhas escolhas, atitudes e comportamentos, e não das pessoas do meu entorno nem das minhas circunstâncias.

Por que eu estou dizendo isso? Para você se culpar pelo que não alcançou? Não, de forma alguma! Até porque ficar nos culpando e/ou procurando culpados não nos leva a lugar algum, só nos tira força e nos mantém em posição vitimista. Necessitamos assumir a parcela de responsabilidade que temos sobre o que não nos aconteceu ou sobre o que nos aconteceu, de forma honesta, se perguntar, o que fiz ou deixei de fazer para obter este resultado? Seja o resultado bom ou ruim, nós sempre temos uma parcela de responsabilidade sobre ele!

PARA QUE 2020 SEJA DIFERENTE, VOCÊ PRECISA AGIR DIFERENTE

Você quer que seu 2020 seja um ano diferente e que as suas promessas saiam do papel? Vou compartilhar com vocês alguns aprendizados. O primeiro passo para ter êxito na vida é você ter clareza de qual é o seu PROPÓSITO e ONDE VOCÊ QUER CHEGAR. Quem você quer se tornar? Qual é a contribuição que você quer deixar para o mundo? E pelo que e como você quer que as pessoas se lembrem de você, quando não estiver mais neste plano?

Após responder essas perguntas, volte a lista de objetivos que você gostaria de alcançar e que não foram alcançados em 2019. Reflita: de verdade, você quer isso para sua vida ou estão na sua lista por que alguém te disse para fazer isso? Se esses objetivos não têm significado e não são importantes para você, por que mantê-los na sua lista e de novo prometer que você vai fazer diferente em 2020? Isso só vai te gerar mais frustação e angústia! Risque da sua lista os objetivos que estão ligados as expectativas dos outros, mantenha na sua lista somente os objetivos que tem significado e importância para VOCÊ!

Eu acompanho há algum tempo o Christian Barbosa, especialista em produtividade e administração do tempo, e uma dica fantástica que ele dá é sobre a importância de nós PRIORIZARMOS e PLANEJARMOS AÇÕES PARA ALCANÇARMOS OS NOSSOS OBJETIVOS. Como priorizar? Em seu método, ele sugere que você analise cada um dos seus objetivos e dê uma nota de 0 a 10 para os seguintes critérios:

  • Resultado (Qual é o resultado que esse objetivo vai te gerar quando atingido? O que você vai ganhar com isso?);
  •  Equilíbrio (Isso vai te trazer qualidade de vida? Tempo para você ficar com a família? Ou vai te trazer estresse?);
  •  Necessidade (Talvez você não goste, mas precisa disso para evoluir, se pergunte, eu preciso disso para evoluir? Isso vai me gerar novas oportunidades?).

Se achar necessário, você pode incluir outro(os) critério(os) de análise. Os objetivos que tiverem o maior número de pontos, serão o seu foco. Escolha de 1 a, no máximo, 3 para você colocar seu foco durante o ano de 2020.

O próximo passo é quebrar os objetivos escolhidos, foco em pequenos passos que você vai precisar dar para atingi-los, ou seja, definir um plano de ação.

Por exemplo, vamos supor que um de seus objetivos seja ser promovido na empresa em que trabalha. O 1º passo necessário é identificar se há espaço para crescimento na empresa e quais são as opções. O 2º passo é identificar se você tem as competências (conhecimentos, habilidades e atitudes) requeridas para a vaga que você almeja. O 3º passo é definir ações/estratégias (leituras, cursos, treinamentos, coaching, entre outros) para você desenvolver as competências que são necessárias e que você percebeu que ainda não tem. O 4º passo é colocar as estratégias em ação, e monitorar os resultados alcançados e sua evolução ao longo do tempo.

Cada um destes passos deve ser alocado por trimestre. Por exemplo, o 1º passo será feito no 1º Trimestre do ano, o 2º passo no 2º Trimestre, e assim por diante. Cada um desses passos pode ainda ser mais detalhado em atividades-chave. Por exemplo, para identificar se há espaço para crescimento na empresa e quais são as opções, você precisará: ter clareza de quais são os seus interesses para ser assertivo no posicionamento, agendar reunião com o chefe, agendar reunião com o RH, etc. Esse mesmo raciocínio deve ser utilizado para quebrar os passos seguintes em atividades-chave menores.

Defina prazos para a realização das atividades. Revise o seu planejamento semanalmente. Colocando em ação o que está planejado, maiores são as suas chances de alcançar o que almeja. Pode ser que não tenha opções de promoção na empresa que você está hoje, mas você se colocando em movimento, buscando o seu desenvolvimento pessoal, outras oportunidades surgirão, com certeza!

No começo pode parecer complicado, comece planejando os objetivos menores, depois, quando for ganhando “musculatura”, aprendendo com o tempo, passe a planejar os objetivos mais complexos. Se tiver dificuldade em fazer sozinho, não hesite em pedir ajuda! Procure um profissional qualificado para te auxiliar a aprofundar mais nessas questões, se conhecer mais, trazer mais clareza para onde você quer chegar, traçar metas para atingir seus objetivos e lidar com as forças sabotadoras que atrapalham o seu desenvolvimento e te impedem de alcançar o que deseja.

UM FELIZ NATAL A TODAS E UM 2020 DE MUITA AÇÃO E CONQUISTAS!

Compartilhar.

Sobre o Autor

Julia Tittoto

Atua como Consultora e Educadora Corporativa, com foco em Formação e Desenvolvimento de Líderes de Alta Performance, Sucessão Familiar, Carreira, Reestruturação Organizacional e Mapeamento de Processos. Experiência de 11 anos no mercado Agro. Professora do MBA de Agronegócio da FGV Management. Graduada em Engenharia Agronômica pela FCAV/UNESP Jaboticabal e Mestre em Administração de Organizações pela FEA-RP/USP.

Deixe Seu Comentário