As particularidades da rotação de culturas no Brasil

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

A rotação de culturas é uma ferramenta importante para os agricultores pois melhora as condições agronômicas devido à implementação de mais culturas na rotação, evitando repetição de soja após soja

O sistema de rotação de culturas data dos tempos imemoriais, já que os antigos egípcios destacaram os benefícios deste sistema de lavouras, utilizado também pelos antigos romanos e gregos. O esquema consiste em plantar culturas diferentes em uma sequência determinada com o intuito de aumentar a produtividade e melhorar as propriedades do solo.

O Brasil, como quaisquer país, possui uma tradição de agricultura própria. Neste caso é o cultivo duplo, o que significa plantar duas culturas em um campo no mesmo ano: soja no verão (estação chuvosa) e milho no inverno. Este sistema de rotação de culturas tornou-se bem comum em todo o cinturão de grão do Brasil nos últimos anos e, portanto, apresenta um fator chave na expansão da colheita de milho.

É uma ferramenta importante para os agricultores da região do Cerrado, pois aumenta a utilização dos ativos da fazenda (por exemplo, máquinas, mão-de-obra fixa, etc.), melhorando também as condições agronômicas devido à implementação de mais culturas na rotação (evitando repetição de soja após soja) e permite o plantio direto, mantendo o solo coberto durante todo o ano.

No sul do Brasil, os agricultores de terras baixas tradicionalmente cultivam muito arroz irrigado. Estas fazendas transformam-se em muito mais produtivas e sustentáveis, introduzindo rotações de culturas como soja ou milho revezando-as com pastagem e culturas de pousio. No entanto, a safra dupla ainda não é uma opção para todos os agricultores, uma vez que para o crescimento do milho deve haver água suficiente.

Gerenciamento agrícola de ponta

Como as colheitas são baseadas na localização, existe um software de gerenciamento agrícola baseado no monitoramento por satélite ou GIS (Sistema de Informações Geográficas) para ajudar os agricultores a tomar decisões oportunas e bem justificadas referentes, entre outras coisas, à rotação de cultura.

A plataforma Crop Monitoring é uma plataforma agrícola digital que, além de uma avaliação abrangente do campo, também fornece aos agricultores previsões do tempo, mapas de fertilizantes, análise de áreas problemáticas, entre muitos outros recursos, o que reduz significativamente os custos. O software permite que o usuário rastreie a taxa de vegetação junto com as condições climáticas, como precipitação diária, temperaturas mínimas / máximas do ar e riscos climáticos para a estação de cultivo selecionada.

 

Compartilhar.

Sobre o Autor

Marluce Corrêa Ribeiro

Filha de produtores rurais, técnica em agropecuária, jornalista e estudante de Agronomia.

Deixe Seu Comentário