quarta-feira, Maio 23

Aprenda a delegar suas atividades

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

por Mariely Biff

O cenário atual exige maiores esforços em inúmeras atribuições no ambiente profissional. Existem momentos em que colocamos nossa capacidade à prova, pois estamos tão acumulados e sobrecarregados que por vezes não conseguimos desempenhar nossa função com excelência. Temos cada vez menos tempo em um mercado agitado e competitivo.

Eu já cheguei no limite no campo profissional algumas vezes, e tenho certeza de que quem está lendo este artigo agora, se sente ou já se sentiu assim em algum momento da vida. É como se dentro de nós existisse uma bomba-relógio prestes a explodir.

É fato que melhorar a forma de gerir o nosso tempo é algo urgente, pois se não tivermos qualidade de vida, ideias organizadas e um bom planejamento, vamos nos frustrar frequentemente, vendo nossas atividades sendo realizadas fora do prazo ou fora dos padrões.

Não existe fórmula mágica para diminuir a correria, porém, algumas intervenções nos nossos hábitos melhoram muito o nosso dia a dia.

Existe uma forma eficiente de organizar nossa rotina no trabalho para evitar excessos e acúmulos desnecessários. Primeiramente, devemos elencar prioridades. Muitas vezes o que é urgente para o outro, não é necessariamente importante. Algumas tarefas se tornaram urgentes porque alguém postergou a resolução dela. Então, cuidado com o trabalho de “bombeiro”, onde você vive em função de apagar incêndios alheios e deixa de desempenhar o seu papel.

Aprenda a dizer não. Utilizar a recusa em alguns momentos, é um dos maiores poupadores de tempo da nossa vida. Muitas vezes recebemos atribuições que não são nossas e isso se torna hábito. Claro que não vamos deixar de ajudar aos colegas de trabalho, mas o que me refiro aqui, é ao fato da exceção virar regra.

Delegue. Delegar é diferente de transferir sem treinar. Delegando da maneira correta, você gera economia de tempo e motiva a equipe, dando oportunidade aos subordinados de mostrarem o seu potencial.

Não basta ser eficiente e fazer bem as coisas. É preciso ser eficaz: fazer as coisas certas. Portanto, seja justo na distribuição das tarefas e evite sobrecarregar os bons profissionais com assuntos de baixa relevância.

Ensinar também é uma forma de aprender. Quando eu ensino alguém a fazer uma atividade, libero espaço para que eu aprenda algo novo, possa crescer e desenvolva minhas atividades com qualidade.

Peça ajuda sempre que necessário. Não deixe o estresse dominar sua vida. Busque alternativas de canaliza-lo, seja no esporte, viagem, leitura ou qualquer outra atividade que lhe traga prazer. Lembre-se: você precisa estar bem para desempenhar um bom papel no ambiente de trabalho!

 

Compartilhar.

Sobre o Autor

Mariely Biff

Professora Universitária e Consultora em Agronegócios no estado de Mato Grosso. Também atua como voluntária da ONG Por1Sorriso e é fundadora da ONG Seja Luz.

2 Comentários

Deixe Seu Comentário