Agroturismo: a alternativa ideal para conhecer o agro além das fronteiras

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Conhecido por proporcionar experiências únicas unindo o turismo à possibilidade de agregar conhecimento técnico aos participantes das viagens, o agroturismo tem ganhado espaço no agronegócio

Texto: Marluce Corrêa – Jornalista e Redatora do Portal Agromulher

Você já ouviu falar em agroturismo? Já realizou alguma viagem técnica com esse formato? Já pensou em conhecer a realidade do agro em outro estado ou outro país por meio de uma viagem assim? Já pensou em visitar os Emirados Árabes em uma agroviagem? Continue a leitura desse artigo que a gente te explica tudo sobre esse assunto.

O que é o agroturismo?

O agroturismo é conhecido por proporcionar experiências únicas unindo o turismo, o descanso e o lazer à possibilidade de agregar conhecimento técnico aos participantes das viagens. Uma mesma viagem pode promover ao agroturista uma visão ampla e conhecimento da cultura do local em visitação; proporcionar diversos benefícios como atualização tecnológica e conhecimento de cases de sucesso no agro em diversos ramos de atividades, oferecer uma experiência de descanso e lazer para aqueles que buscam o sossego da vida rural em novos ares, além de possibilitar a criação de uma rede de contatos com pessoas que também estão em busca de inovação e do que de melhor tem sido feito no agro mundo afora.

O agroturista visita, juntamente com um grupo de pessoas, os locais, empresas e fazendas registrados no destino da viagem técnica e, posteriormente, pode filtrar aquilo que se adequa à sua realidade, podendo aplicar em sua atividade agropecuária conceitos conhecidos na prática durante a viagem.

A decisão para participar de uma viagem técnica ligada ao agroturismo parte do princípio de que a pessoa busca o novo, se planeja e investe tempo e dinheiro em sua atividade, em sua carreira e no próprio mercado agro. Decidir fazer parte de uma viagem técnica mostra que a produtora, o produtor, ou o profissional estão dispostos a conhecer outra realidade, a “abrir a mente” e a pensar “fora da caixa”. Mostra a disposição em buscar novas alternativas, em se abrir ao novo e fazer a diferença com novas ideias, propostas e curiosidades.

Muitas vezes, os pais não podem, não têm vontade ou simplesmente não desejam esse tipo de experiência. E para isso, envolvem seus filhos e filhas, sucessoras e sucessores da atividade, nessas viagens técnicas. A confiança de capacitar esses jovens para o futuro da atividade, faz com que esses pais acreditem que as viagens técnicas podem contribuir muito para que seus filhos e filhas tenham uma visão macro do negócio.

A visão do produtor

Muitos produtores que já tiveram a experiência de participar de uma visita técnica em outro país apontam que a experiência é enriquecedora e possibilita visitar fazendas tecnificadas, conhecer outras realidades, inclusive no que diz respeito a manejo de culturas agrícolas em regiões com clima totalmente diferente do Brasil, no caso de viagens internacionais.

O produtor passa a ter uma visão do todo, conhecer os desafios dos outros produtores, passa a entender um pouco do comportamento do mercado nacional e internacional a partir da estacionalidade de produção, também de outros países que são grandes produtores de determinada cultura e marcam forte presença no mercado agrícola mundial.

 O idioma não é um problema

A língua mais falada do mundo, o inglês, pode soar para muitos como um grande gargalo para ter experiências com o agroturismo em viagens internacionais. Em muitos casos, a empresa responsável pelo roteiro pensa justamente nisso e oferece um guia que fala português e realiza a tradução em tempo real para tirar todas as dúvidas e fazer o agroturista entender tudo aquilo que o nativo apresenta em sua língua local.

O fato de conhecer outras realidades do agro fora do Brasil pode despertar também o sonho ou o desejo de realizar um intercâmbio de longo prazo a fim de aprimorar a língua e conhecer mais de perto a realidade do agro em outros países. Nesse caso, para muitos o agroturismo pode ser uma oportunidade de conhecer outra região e decidir pelo intercâmbio na sua caminhada profissional, e até mesmo escolher o destino desse intercâmbio.

 Esperança vigilante e cautelosa em relação a pandemia

Mas como o agroturismo tem se comportado durante a pandemia?

Por muito tempo, as fronteiras fechadas impediram viagens e fizeram com que os planos fossem adiados. Agora, com toda a cautela e cuidados necessários, muitos países começam a abrir suas fronteiras para receber turistas, e o agro, assim como aqui no Brasil, não parou em nenhuma parte do mundo.

Algumas das feiras internacionais marcadas daqui até o fim do ano estão previstas para ocorrerem no ano que vem respeitando todas as medidas de segurança para garantir a melhor experiência possível para os turistas e visitantes. É um momento de esperança. Uma esperança vigilante para que tudo possa ser retomado aos poucos e a interação entre cultura, entre países e, no caso do agroturismo, entre produtores rurais e empresários, possa voltar a ocorrer de forma segura e enriquecedora.

Expo Dubai 2020

No caso de viagens internacionais, muitos roteiros contemplam a visita à feiras internacionais de renome. Uma delas será a Expo 2020, em Dubai. Por conta da pandemia da Covid-19, a feira foi adiada e tem nova data anunciada para o período de 1 de outubro de 2021 a 31 de março de 2022. Primeira Expo Mundial realizada na região do Oriente Médio, África e Sul da Ásia (MEASA), a Expo 2020 dará as boas-vindas a 192 países, além de empresas, organizações multilaterais e estabelecimentos de ensino.

Uma grande oportunidade de participar desse evento histórico será a viagem técnica, promovida e orientada pela Millennium Agroviagens, que ocorrerá de 21 de novembro a 01 de dezembro de 2021.

Os brasileiros que ingressarem nessa viagem técnica por Dubai durante o período da Expo 2020, poderão viver a experiência de participar do maior evento já realizado no mundo árabe, com foco em inovação, tecnologia e sustentabilidade. Além da visita à Expo 2020, a viagem com roteiro de agroturismo pretende oferecer aos participantes experiências únicas de contato com a cultura, a culinária, tecnologias de produção agrícola no deserto, criação de camelos, entre tantas outras experiências de relacionamentos que tornarão a viagem bem-sucedida.

A viagem, que tem como ponto alto a visitação à Expo 2020, terá um período de duração de 11 dias e 10 noites, com experiências gastronômicas, de visitação a locais históricos e pontos turísticos da região, com direito a conhecer a produção agrícola dentro do Oasis e ainda explorar o maior deserto de dunas de areia do mundo. Para completar o roteiro, os turistas poderão assistir a uma corrida de camelos e conhecer esse esporte tradicional da região e visitar Abu Dabhi, além de conhecer uma fazenda de hidropônicos e visitar o circuito final da Fórmula-1 – YAS MARINA.

Do lazer ao conhecimento técnico, a viagem irá proporcionar experiências diversas em diversas áreas, inclusive abordando a cultura local. E para finalizar, ainda em Abu Dabhi, os turistas visitarão o Zayed Agricultural Center e o Hospital de Falcões que trata cerca de 6 mil animais.

Para viver essa experiência, entre em contato com a Millennium Agroviagens.

Sobre a Millennium Agroviagens

A Milennium Agroviagens é uma empresa Especializada em Viagens Técnicas Agrícolas nacionais e internacionais. Com um novo conceito em conectar as pessoas por meio dos relacionamentos, a Millennium veio para oferecer um trabalho diferenciado na hora de decidir como você vai viajar. Com assessoria personalizada (personalité), a empresa tem como foco oferecer conforto, segurança e comodidade em viagens tecnoagrícolas, empresariais e convencionais.

Acesse as redes sociais da Millennium Agroviagens e saiba mais

Instagram – @millennium_agroviagens

Site: https://millennium.tur.br/

Compartilhar.

Sobre o Autor

AgroMulher

A Rede Digital AgroMulher nasceu com o propósito de gerar resultados por meio da democratização de informações de qualidade e, assim, promover o crescimento de profissionais ligados ao agronegócio.

Deixe Seu Comentário