A importância das mulheres no agro por Sementes Roos

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Em uma breve retrospectiva do ano de 2020, permanece a certeza de que a mulher marcou presença em diversos setores dentro do agronegócio. E campanhas de valorização à essas mulheres foram fundamentais para fomentar essa participação

Texto: Marluce Corrêa Ribeiro – Jornalista e Redatora do Portal Agromulher

Ao findar de mais um ano, um turbilhão de pensamentos e sensações tomam conta do nosso ser. Em um ano tão atípico como foi 2020, esses pensamentos são elevados à décima potência. E diante de uma retrospectiva tão intensa, precisamos buscar tudo aquilo que fez o ano de 2020 ser (apesar de tudo) grandioso para cada uma de nós. Devemos nos lembrar de quanto crescemos, de quanto amadurecemos, de tudo que construímos juntas, de tudo que ensinamos e aprendemos. E lembrar de todo o caminho percorrido nos dá uma sensação de dever cumprido (entre altos e baixos), um sentimento de alívio por ter chegado até aqui.

Aqui na Rede Digital Agromulher, durante mais um ano, ressignificamos tantas coisas, crescemos de formas tão diferentes, demos voz a tantas mulheres, ouvimos tantas histórias, nos emocionamos com tantos depoimentos. Cada história, cada palavra, cada postagem, cada conteúdo foi preparado e alinhado com o propósito de valorizar, capacitar e dar voz a tantas mulheres do agro espalhadas pelo Brasil.

E a nossa parceria com a Roos se solidificou e tem sido consolidada a cada dia. Temas extremamente importantes como os desafios da maternidade para as mulheres do agro; a presença das mulheres na gestão dos negócios; a importância e os desafios da sucessão familiar no agro, entre tantos outros, foram destaque em nosso conteúdo e apresentaram informações relevantes para todos aqueles e aquelas que buscam nosso conteúdo.

Durante todo esse caminho, temos contado histórias únicas de mulheres incríveis, colaboradoras e clientes da Roos. A participação dessas mulheres em nosso conteúdo é uma via de mão dupla. O conteúdo é abrilhantado com suas histórias e elas se sentem valorizadas e felizes por poder contribuir para fortalecer a voz das mulheres do agro.

Vozes da parceria entre Roos e Agromulher

Diversas foram as vozes que abrilhantaram essa parceria durante o ano de 2020. Hoje, trouxemos os depoimentos de algumas delas para registrar o quanto esse caminho foi importante para cada uma delas.

Para Graciela Rossetto, que é Analista Comercial de Sementes na Sementes Roos, “participar da campanha da Roos e Agromulher foi muito gratificante, ter a oportunidade de ser ouvida e poder compartilhar experiências com outras mulheres, que assim como eu buscam no dia a dia fazer a diferença”. E completa: “as campanhas são de extrema importância. Precisamos, cada vez mais, de meios de comunicação que nos deem voz, e que mostrem que realmente estão engajados em mostrar a capacidade feminina, não só no agro, mas em todos os setores”.

A também Analista Comercial de Sementes, Rosângela Scapini, enfatiza o quanto a valorização e o incentivo a mulheres são essenciais. “Ao longo das últimas décadas, o sexo feminino vem lutando para conquistar seu espaço no mercado de trabalho. Fazer parte da equipe Roos, que busca valorizar e incentivar nós, mulheres do Agronegócio, é muito importante, enaltece que somos profissionais capazes de desempenhar qualquer função. Campanhas como essa, em parceria com a Agromulher, é uma forma de reconhecimento e inspiração, onde outras profissionais possam se identificar e se sentir apoiadas e fortalecidas”, declara.

Para ela, o maior aprendizado em sua participação na campanha foi ter a consciência da magnitude da mulher no agronegócio. “Estamos sim, cada vez mais, conquistando nossos espaços, mostrando que somos capazes e desenvolvendo funções de suma importância, e que sirva de inspiração para outras mulheres”, conclui.

Juliana Isabel Schmidt concorda que a parceria realizada entre Roos e Agromulher é muito importante. “Tivemos oportunidades de crescimento, aprendizado e de mostrar a força que temos e que podemos ocupar o nosso lugar em todos os setores, conquistando e crescendo cada vez mais, só depende de nós. Ela declara que aprendeu muito com sua participação na campanha. “Aprendi que podemos fazer tudo que pensamos, somos capazes de quebrar barreiras e preconceitos, somos uma era de mudança, de valorização e isso está ocorrendo em diversos setores onde mostramos que somos capazes e ainda vamos conquistar muito mais. E isso vem muito bem demonstrado nas várias reportagens apresentadas pelo Agromulher durante o ano, dando a oportunidade de conhecer esses trabalhos magníficos que são realizados por nós mulheres”, comenta a gerente de filial da Roos.

A Engenheira Agrônoma Ani Paula Marcolan de Souza analisa que campanhas que fomentam a participação feminina são uma forma de mostrar que a mulher também tem seu lugar no agro e, sobretudo, voz ativa nesse setor. “Esse tipo de campanha mostra o quanto somos capazes e que as mulheres estão liderando mais empresas e fazendas. Junto a tudo isso, a empresa Roos mostra essa realidade e apoio, valorizando as mulheres que atuam dentro da empresa e também aquelas que são clientes e empreendedoras dentro de suas propriedades”, pontua.

2020: um ano que entrou para a História

O ano de 2020, sem sombra de dúvidas, entra para a História como um ano triste, difícil, desafiador, atípico, e tantos outros adjetivos que quiserem atribuir a ele. Tivemos e ainda temos, diariamente, que nos readaptar, reaprender a nos relacionar, retraçar metas, recalcular os rumos, buscar novos caminhos, buscar o equilíbrio e reencontrar o eixo. Dentro do agro, tivemos e temos que ser resilientes para superar tantos obstáculos.

Graciela Rossetto acredita que 2020 transformou a todos, nos tornou mais fortes e nos colocou a prova de que podemos nos reinventar. “Enquanto muitos setores fecharam, o agro se manteve firme, e a mulher, mais uma vez, teve papel fundamental tomando a frente em funções que demandam atenção, visão detalhista e organização, especialidades femininas”, pondera.

Ani Paula concorda que esse ano foi desafiador para todos. “Tivemos que nos readaptar, manter a distância e não poder dar a mão cordialmente aos nossos clientes e amigos. Também ao longo do ano enfrentamos uma grande estiagem, a qual nós do agro tivemos muito trabalho para que, de alguma forma, pudéssemos ajudar o produtor. Passando por tudo isso, sinto mais força e renovada para que o próximo ano seja de esperança e renovação para todos nós. E no que diz respeito à mulher no agro, acredito que todos os anos podemos ver um ganho a mais da inserção da mulher no agro, vejo que todo ano é uma evolução e que se quisermos podemos sim conquistar nosso espaço, basta nossa dedicação e empenho”, comenta ela.

Já Rosângela Scapini pontua que “o ano de 2020 foi um ano desafiador em diversos aspectos, principalmente para a economia do país, e o agronegócio não parou em nenhum momento, sendo uma válvula de escape para ajudar a amenizar a situação econômica. E, com certeza, nós mulheres somos parte desse mérito, pois trabalhamos com comprometimento e resiliência diante de todas as dificuldades enfrentadas, contribuindo para manter a produção e exportação agrícola”, finaliza. É a força feminina fazendo a diferença mais uma vez no setor que move o Brasil.

Esperança é a palavra

É quase que automático, a cada fim de ano, a virada no calendário renova as nossas esperanças e nos dá a sensação de recomeço. Que esse ano que se inicia possa ser como um alento para os nossos corações, que seja de paz, união, conquistas, responsabilidade com o outro e consigo mesmo e muita saúde. Que nós, do agronegócio, continuemos firmes para alimentar o mundo, que tenhamos persistência para seguir em frente mesmo quando tudo parece contrário aos nossos esforços. Devemos ter cada dia mais certeza que somos muito mais fortes do que imaginamos e que o mundo depende de nós. Esperança é a palavra. Esperemos com fé, na certeza de que novas sementes estão sendo plantadas para uma colheita farta de amor e de bons frutos. Afinal, as tempestades irão passar e a colheita será farta para todos nós. Esperemos confiantes.

Um forte abraço da equipe Agromulher em parceria com a Sementes Roos.

Que em 2021 possamos continuar conectados por um propósito comum: dar voz às agro mulheres do Brasil!

Feliz Natal e Feliz ano novo!

Compartilhar.

Sobre o Autor

AgroMulher

A Rede Digital AgroMulher nasceu com o propósito de gerar resultados por meio da democratização de informações de qualidade e, assim, promover o crescimento de profissionais ligados ao agronegócio.

Deixe Seu Comentário